sexta-feira, 15 de maio de 2015

[Musicamentos] Human Race - Three Days Grace

Quantos?
Quantos de nós não sentimos, por vezes e muitas vezes, que não pertencemos a este mundo, a esta raça humana e sem humanidade?
Quantos?
Quantos de nós já não choramos por sofrer, por perder, por ver o mundo num caos?
Quantos?
Quantos dias serão necessários, quantas guerras, quantas vítimas, quantas tragédias, até percebermos que temos de mudar?
Talvez não seja o mundo que esteja mal, talvez sejamos nós.
Nós que fazemos o mundo.
Se todos nós fizermos de nós pessoas melhores, não irá sofrer o mundo uma mudança para melhor também?
Esta música vai nesse sentido, na expressão desse sentimento… Dessa angústia de muitos peitos perante um mundo em decadência, um mundo negro, um mundo sofrido. Um mundo em que não sentimos que pertencemos.
Quantos?
Quantos Humanos serão necessários para mudar o mundo?

Three Days Grace é uma banda que adoro, e adoro ainda mais quando transmitem mensagens nas suas músicas. Human Race é uma das músicas mais marcantes do álbum “Human”.

sexta-feira, 8 de maio de 2015

Tu sabias?

Tu sabias?
Tu sabias que havia um nós?
Um nós que era só meu e poderia ter sido teu, nosso… Havia um nós repleto de amor, repleto de promessas, repleto de sonhos para um futuro em que eu estava a teu lado e tu a meu. Havia tudo isto, mas nunca houve um tu.
Nunca houve um tu a meu lado, porque nunca houve um tu que me visse onde eu estava, a teu lado.
Não.
Houve apenas um tu e só tu, que se lamentava por estar sozinho, por ninguém olhar para ti, e estava cego para não ver quem te olhava.
Eu olhava-te e tu… Tu desviavas o olhar. Eu estava a teu lado e tu… Tu saías do meu. Era como um ciclo vicioso, quanto mais te lamentavas mais desejava amparar-te nos meus braços e confortar-te, fazer-te feliz, enquanto tu fugias e lamentavas-te ainda mais pela tua realidade ilusória.
No fundo, eu sei… Sei que me enganei no caminho até ti. Entrei numa rua de dois sentidos e fomos para lados opostos, tentei uma marcha atrás e descobri que nunca conseguiria chegar até ti.
Nunca.
Vi-te apenas pelo retrovisor e tu seguiste sempre em frente, sem um rumo definido.
Tu sabias?
Tu sabias que podias ter sido feliz?
E era preciso tão pouco. Era preciso apenas teres ficado a meu lado, fazer do meu nós nosso. 

quarta-feira, 6 de maio de 2015

Palavras do Coração - Porquê?


“Sinto que ainda não me esqueceste… Sinto que ainda há muito de mim dentro de ti… Sinto que ainda vagueio no teu pensamento, que ainda invado os teus sonhos…
Sinto que ainda sentes a minha falta, a falta da minha presença, das minhas palavras, dos meus afectos, dos meus gestos, dos meus cuidados…
Sinto que ainda tens um sentimento vivo por mim… Que não sou indiferente… Que ainda me queres…
Sinto que tens saudades minhas, saudades de nós…
Saudades dos momentos que passamos, dos planos que fizemos, das conversas que tínhamos…
Sinto porque também o sinto… Vivemos num mundo cheio de dúvidas e perguntas…Porque não esclarecemos estas dúvidas? Porque não respondemos a estas perguntas? Tudo se pode tornar fácil… Porque complicamos?
Se queremos ser felizes porque não damos uma oportunidade para o sermos?
Se sentimos o mesmo um pelo outro, porque não vivemos esse sentimento?
Se queremos realizar os nossos planos porque não o fazemos?
O que te fez desistir de nós? Tens medo de ser feliz? Ou tens medo de nós? Diz-me o porquê de tanta dúvida… Sabes que só te quero ajudar, deixa-me… Deixa-me fazer-te feliz!
Saudades de mim, saudades de ti, saudades de nós...
Continuo à tua espera…”

Por: Green Angel