quarta-feira, 23 de maio de 2012

You Keep Me Alive (Continuação)


5º Devaneio
              

O som das gargalhadas divertidas e das garrafas de champanhe a serem abertas preenchia o ar, denotando nele uma atmosfera de felicidade e festejo. Todos os presentes sorriam, andavam de um lado para o outro a felicitar os recém-casados e desejando-lhes uma vida cheia de amor.
No entanto, ali se deparava ele, a exceção à regra, a nuvem que toldava o céu estrelado, a mancha negra no meio de uma tela branca… Harry segurava o seu copo de champanhe, mexendo-o e observando o líquido no seu interior a mover-se sem um sentido próprio. Há mais de uma hora que se mantinha naquele banco de jardim, longe de todos, mais perto da sua solidão e sofrimento.

quarta-feira, 16 de maio de 2012

Sorriso Toldado


Aqui estou eu, a rever fotos do passado, lembranças felizes daquilo que a minha vida tem sido… São recordações que espero manter na memória, gravadas numa tinta permanente que a mente não deixa envelhecer.
Mas o medo envolve-me num abraço destrutivo.
Ele vem com o seu sorriso malicioso, feliz por me ver chorar e, com palavras sem esperança, faz-me acreditar que este é o princípio de um fim. A contagem decrescente para as trevas chegarem e levarem de mim toda a luz e o mais ínfimo raio de Sol, que por vezes se atreve a atravessar a preciana e despertar-me dos meus sonhos encantados.