domingo, 7 de março de 2010

Fénix de tentação


Fénix de tentação

A tua elegância trabalhada
O teu charme esculpido
Tudo em ti é arte
À procura de um olhar perdido
Seduzes com calma
Na busca de uma alma
Ansiando por dar abrigo
Ao teu coração mendigo
Mas tudo é ilusão
Quando nem tentas te abrir
Sorris e não brilhas
Dizes-te feliz quando choras
Escondes as lágrimas perdidas
No sofrimento do isolamento
Falas em verdadeiro amor
Que a tua suave pele fria
Necessita de calor
Que tu pedes vida
Porque continuas a fugir?
Se evitas contacto visual
Como esperas assim conseguir
De uma forma surreal
Achar a metade de ti?
Destrói os muros da desconfiança
Luta com esperança
Como o fazes com os sonhos
Os teus e os que me crias
Anjo negro que me iluminas
Cavaleiro fantasma
Que me resgataste das trevas
A tua hora de liberdade chegou
Ergue-te das cinzas e floresce
Fénix de tentação

sábado, 6 de março de 2010

Pensamentos... #3


"Na escuridão e nas trevas da decadência, são aquelas pessoas que com simples gestos me conseguem arrancar um sorriso."

sexta-feira, 5 de março de 2010

Apenas Um Fantasma


Apenas um fantasma

Um sorriso fingido
Um brilho ausente
Por mais que os lábios enganem
O olhar não mente

A alma sente-se fria
Ainda que bata o coração
Cai uma lágrima esguia
Na ausência de emoção

Quem sou eu?
Já nem recordo quem fui
Tudo que considero meu
Entre os meus dedos esmoreceu

Seja tudo, seja nada
Quer amada, quer odiada
Invisível e apagada
Apenas me sinto um fantasma

segunda-feira, 1 de março de 2010