terça-feira, 14 de julho de 2009

Uma lágrima corre... Um coração morre


Uma lágrima corre

Uma lágrima que corre
Em rosto níveo dolorido
Sentindo a sofrida morte
De um amor perdido

Os olhos choram na calma
Divagando no tormento
A dor da gelada alma
Desse tal sentimento

O Coração cai por terra
O sorriso fica por responder
Toda a gente erra
Eu estaco sempre a sofrer

Será que foi esse o meu pecado?
Desejar quem me amasse, somente
De joelhos no vidro por isso pago
A morte levará o que lhe pertence