terça-feira, 14 de julho de 2009

Uma lágrima corre... Um coração morre


Uma lágrima corre

Uma lágrima que corre
Em rosto níveo dolorido
Sentindo a sofrida morte
De um amor perdido

Os olhos choram na calma
Divagando no tormento
A dor da gelada alma
Desse tal sentimento

O Coração cai por terra
O sorriso fica por responder
Toda a gente erra
Eu estaco sempre a sofrer

Será que foi esse o meu pecado?
Desejar quem me amasse, somente
De joelhos no vidro por isso pago
A morte levará o que lhe pertence

3 comentários:

  1. Olá!
    Gostei muito dos teus poemas. tens muito jeito.
    Desculpa a invasão!
    Beijinhos!

    ResponderEliminar
  2. Achei muito massa curto muito a poesia gotica,e sei que não é para qualquer um pois já vi pessoas que se diziam poetas gotico mas que não passavam de um nada querendo atenção.É como penso que a poesia gotica não vem do dom de saber fazer rima mas vem da dor que muitos não veem mas que sentimos quietos,calados,sozinhos.

    ResponderEliminar
  3. Esse poema refletiu a dor que sinto nesse momento pare até que ele foi feito exatamente pra mim.....sem palavras dói muito

    ResponderEliminar